Saúde Mental Infanto-Juvenil: usuários e suas trajetórias de acesso aos serviços de saúde

Artigo publicado na Revista Espaço para a Saúde de Londrina. Dezembro 2008.

Resumo: Este trabalho analisa o perfil de usuários infanto-juvenis e sua trajetória no acesso aos serviços de saúde no CAPS Casinha, localizado na cidade de São Paulo. A natureza qualitativa deste estudo permitiu privilegiar o ponto de vista dos usuários, sua capacidade de expressão, seus medos, críticas e anseios por saúde. Temas como escolarização, isolamento social, discriminação, relações familiares e barreiras na obtenção dos serviços de saúde foram foco desta pesquisa. A identificação de tais problemas aponta para a necessidade de inclusão social, melhoria e ampliação dos serviços de saúde mental para a clientela infanto-juvenil e a necessidade de desmistificação da doença mental na família e no ambiente escolar. Além disso, a pesquisa revela que a estruturação adequada dos serviços públicos de saúde mental constitui um modelo de referência fundamental para a população-alvo.

link | baixar pdf