Inclusão da Contracepção de Emergência: uma experiência da política brasileira de planejamento reprodutivo

Artigo publicado no CLAE – Boletin del Consorcio Latinoamericano de Anticoncepción de Emergencia. Setembro 2007.

Resumo: A política de distribuição da contracepção de emergência foi avaliada no estado de São Paulo por esse estudo quantitativo realizado em secretarias municipais, procurando identificar os serviços utilizados para a dispensa do método, as orientações e os fluxos envolvidos neste processo, o público beneficiado pelo insumo e as facilidades e obstáculos para esta política. As principais dificuldades apontadas para a implantação da política foram a resistência por parte dos gestores municipais de saúde e a aceitação de prescrição por enfermeiros, apontando que a atualização profissional, a disseminação de normas e fiscalizações para proporcionar a efetivação desta política federal devem ser prioritárias.

link